Comunicação interna: por que apostar nela?

Por Combogó - 4 de janeiro de 2019

A preocupação imediata de muitas empresas é um bom trato com o seu cliente a fim de formar laços sólidos e garantir bons negócios. Está corretíssimo, mas não se pode esquecer o seu outro público que merece tanta atenção quanto. Estamos falando da importância da comunicação interna para sua empresa.

São os seu colaboradores que estão na linha de frente, afinal empresas são feitas de e para pessoas. E é de se esperar que as ações de comunicação impactem todos aqueles que se relacionam direta e indiretamente com a organização.

Por isso, a comunicação interna deve ser vista como uma área estratégica da empresa, pois seus resultados podem impactar positivamente os objetivos organizacionais, contribuindo sobremaneira para seu alcance.

Preparamos esse artigo para você conhecer mais sobre os valores da comunicação interna e em como eles podem ser importantes para o desenvolvimento do seu negócio. Vamos lá?

O que é a comunicação interna?

Somos seres que dependemos da comunicação para sobreviver. A troca de informação constante é parte característica da nossa espécie, mas nem por isso essa é uma questão fácil. Essa realidade também pode ser transposta para o ambiente organizacional.

Esse é dinâmico e cheio de peculiaridades, afinal envolve um grande fluxo de informações em diferentes níveis hierárquicos e com muitos outros públicos. Isso tudo em um cenário de transformações constantes e extrema rapidez.

A comunicação interna é uma função que organiza esse fluxo de informação dentro das empresas e contribui para que funcionários e objetivos organizacionais caminhem sempre na mesma direção, de forma motivada e eficiente. Existem inúmeras vantagens que advém desse contexto. Vamos conhecê-los melhor logo mais.

O que a comunicação interna pode fazer pelo seu negócio?

Uma comunicação de mão dupla, aberta e constante, evita ruídos e provoca um maior engajamento da equipe nos trâmites e interesses da empresa. O grupo, quando bem informado, se trona mais coeso e propenso a contribuir.

Um ponto positivo advindo é a melhora do clima organizacional. Quando se sentem parte de um todo unido e com objetivos claros, as pessoas encontram a motivação necessária para realizar suas tarefas. Um ambiente de troca e integração também é garantia de processos realizados com mais eficiência. Em outras palavras, a produtividade melhora bastante.

Outro grande destaque é que quanto mais a equipe se envolve nos projetos da empresa, menor é a taxa de rotatividade. Ao investir em treinamento e capacitação, as empresas não esperam perder seus talentos rapidamente. A boa comunicação permite a retenção desses bons profissionais e, consequentemente, o engajamento mais profundo pelo tempo de relação prolongado. Esse clima também ajuda na integração de novos funcionários.

Novos tempos, novas demandas da comunicação

A comunicação exerce um papel central no século XXI, sendo a indutora de muitas transformações na sociedade. As inúmeras ferramentas disponíveis e o acesso irrestrito trazem uma maior democratização da informação, é fato. Mas também pode provocar boatos e fofocas de forma muito rápida.

Muitos chamam esse fenômeno de pós-verdade, quando as crenças pessoais se sobrepõem aos fatos e dados. Para evitar conflitos, o melhor caminho é investir em uma comunicação franca e direta. Sem dar margens a “disse me disse”, funcionários se sentem valorizados e seguros. O ambiente de incerteza é minimizado e os resultados vêm em forma de engajamento e confiança. Todos ganham.

A comunicação interna, quando feita por pessoas capacitadas e dentro de uma visão estratégica empresarial, permite que colaboradores e organização se conheçam bem e mantenham uma relação sólida de parceria. Atividades são melhores desempenhadas e a produtividade só tende a crescer.

Este artigo foi interessante para você? Sempre temos conteúdo interessante em nosso blog. Assine a nossa newsletter e receba diretamente no seu e-mail.

Comentários

Comentários